CARREGANDO ULTIMAS POSTAGENS....

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Com trator, agentes encontram túnel de 20 metros no maior presídio do RN

Foto: Divulgação/Direção de Alcaçuz

Com a ajuda de um trator tipo retroescavadeira, um túnel com aproximadamente 20 metros de comprimento foi descoberto nesta quinta-feira (24) ao lado do Pavilhão IV da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, a maior unidade prisional do Rio Grande do Norte. De acordo com o diretor Ivo Freire, foram os próprios presos - alguns que já haviam tentado escapar pelo buraco, quem denunciaram a localização. "Este túnel, segundo os apenados, foi escavado há pelo menos 4 anos. Só neste ano, eles já tentaram escapar por este túnel umas cinco vezes", afirmou. No início deste mês, uma revista de rotina já havia levado os agentes a encontrarem uma abertura que levava ao túnel descoberto nesta quinta. A tentativa de fuga aconteceu justamente a partir do Pavilhão 4. "O túnel era secundário e dava acesso a este, que era o principal. Com dois dias cavando, eles conseguiriam ligar as duas escavações”, disse o diretor na ocasião.Ainda de acordo com Ivo, assim que o trator começou a escavar as paredes do túnel cederam e o túnel desmoronou. "Tiramos a terra, colocamos pedras por toda a extensão do túnel e o cobrimos", acrescentou. A distância do Pavilhão 4 para o muro mais próximo é de uns 18 metros. Com a profundidade, o túnel passa dos 20 metros", explicou.

A última fuga 
A última vez que detentos conseguiram escapar de Alcaçuz foi no dia 3 de outubro de 2012. Na ocasião, dois foram recapturados e um morreu ao ser baleado com um tiro de fuzil. 

Alcaçuz 
A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada no município de Nísia Floresta, na Grande Natal, possui atualmente cerca de 900 homens, além de outros 350 detentos que estão custodiados no Presídio Rogério Coutinho Madruga (Pavilhão 5), anexo da unidade

G1

Mulher sobrevive e dá sinal de “tudo bem” com a mão após contêiner achatar completamente seu carro

O acidente aconteceu em uma estrada na cidade de Qingdao, na China
Este é um momento incrível onde duas pessoas foram retiradas vivas de um carro que havia sido totalmente esmagado por um contêiner de caminhão que despencou. O acidente aconteceu em uma estrada na cidade de Qingdao, na China, quando um grande caminhão transportando o contêiner tombou, derrubando a sua carga sobre o carro. Os bombeiros estavam convencidos de que ninguém poderia ter sobrevivido ao acidente chocante, mas eles foram surpreendidos ao descobrir que, apesar de o veículo ser esmagado de forma quase irreconhecível, uma mulher podia ser ouvida pedindo socorro de dentro do metal retorcido e levantando os polegares para cima através de uma pequena abertura na janela para indicar que tanto ela como um amigo estavam, de alguma forma inexplicável, vivos. O porta-voz dos bombeiros, Chi Tang, disse: “Nós não esperávamos que alguém sobrevivesse, mas quando ouvimos a voz da mulher, foi emocionante e surpreendente”. “Tivemos de trazer um guindaste de 100 toneladas para termos certeza de que levantaríamos o recipiente cuidadosamente. O carro foi tão esmagado que eles tinham apenas 60 centímetros de espaço”, disse. Incrivelmente a mulher foi facilmente retirado dos destroços com nada além de alguns cortes e contusões leves. O rapaz sofreu uma contusão mais grave, mas ambos passam bem. O motorista do caminhão também foi hospitalizado com ferimentos leves.





DailyMail

VÍDEO:POLÍCIA MILITAR REALIZA "OPERAÇÃO CINQUENTINHA" VISANDO CONSCIENTIZAR CONDUTORES DE CICLOMOTORES E ALERTAR QUE ELAS SERÃO SIM EMPLACADAS.

Noivo com câncer realiza sonho e se casa três dias antes de morrer

Buquê, alianças, noivos, família, amigos e amor. O casamento de Michele Alves de Oliveira e João Marcos da Silva teve todos os ingredientes de uma cerimônia tradicional, não fosse pelo lugar onde aconteceu: dentro de um hospital de Botucatu (SP). A união simbólica foi o último desejo do noivo, que morreu três dias depois, vítima de câncer em múltiplos órgãos. O noivo descobriu há quatro anos que tinha câncer no abdômen. Após a primeira cirurgia para tentar conter o avanço do tumor, ele pediu Michele em casamento. No entanto, a doença continuou evoluindo e os planos do casal foram adiados até o dia 30 de junho, quando a união aconteceu, com direito a vestido branco, música e muita emoção. No corredor, a noiva usava um vestido branco curto e foi guiada até o altar improvisado onde o noivo a esperava. Um painel foi fechado no corredor para dar privacidade à cerimônia. João estava internado no hospital havia três semanas quando ficou sabendo pelos médicos que teria só mais alguns dias de vida. Ele resolveu, então, realizar o sonho de se casar com Michele, com quem namorava há cinco anos. O jovem passou por vários tratamentos e internações desde que descobriu a doença. Na última passagem pelo hospital, em junho, os médicos avisaram que ele precisaria passar por uma nova cirurgia, que João não aceitou. “A equipe médica alertou que ele não teria muito tempo de vida, mas, quando conversamos, ele me disse que só tinha um sonho para realizar antes de morrer, que era se casar comigo", conta Michele. A tão esperada união teve ajuda da equipe médica. “Ela saiu triste da sala perguntando se seria possível casar dentro do hospital. Sabíamos que não era fácil, nem comum, mas agimos com o coração”, lembra a técnica em enfermagem Kelly Cristina da Silva, de 23 anos. Na sequência, os funcionários fizeram uma "vaquinha", organizaram a festa que ficou pronta em dois dias, com direito a bolo e salgadinhos, além da presença de um pastor.

Cerimônia 
Apesar de não ter tido tempo de planejar o casamento como a maioria das noivas sonha, Michele conta que o resultado no hospital foi marcante. “Foi tudo muito delicado, simples e bonito. Ele dizia que estava muito feliz e que eu estava linda”, lembra emocionada a noiva que cantava e segurava as lágrimas durante a celebração. Por conhecer o hospital e acompanhar a rotina os pacientes, Kelly lembra que o cuidado e amor que a jovem tinha com o noivo surpreendeu os profissionais. “Ela não saía de lá por nada, ficava até mais que a mãe", afirma a enfermeira, que diz não estar acostumada a ver provas de amor como esta. “Quando uma das duas pessoas está doente, o relacionamento costuma não durar. Não é nem porque não existe amor, mas muitos namoros e casamentos terminam porque aquele companheiro não quer que o outro veja seu sofrimento", afirma.


Convidada 'por acaso'
Entre médicos, enfermeiras, parentes e amigos próximos do casal, uma das pessoas que acompanhava a cerimônia estava lá por um acaso. Uma funcionária administrativa do hospital passava pelo quarto do noivo, quando descobriu o que estava acontecendo e se tornou fotógrafa oficial da cerimônia. Michele e João se casaram no hospital em Botucatu “Achei que já tinha visto de tudo dentro de um hospital, e, de repente, vejo essa história bonita de amor acontecer e se realizar. Lindo demais", afirma a funcionária, que prefere não ser identificada. A "fotógrafa" até postou em uma rede social sobre o quanto estava emocionada em participar daquele momento por acaso. “É impossível descrever a sensação que eu senti e sinto ainda ao pensar em tudo que passei ali naqueles 40 minutos. Deus sabe o quanto eu me segurei para não cair em lágrimas.”

Anos de namoro e dias de casamento 

 João morreu três dias depois da cerimônia que comoveu o hospital. Para a noiva Michele, o que fica são as lembranças dos bons momentos de anos de namoro e dos poucos dias de casamento. “Nunca o vi reclamando. Ele era divertido, extrovertido, animado, sempre brincalhão e tinha muita fé em Deus. É isso que eu vou guardar do meu noivo.” Durante o tempo em que acompanhou João no tratamento, Michele conta ainda que muitas pessoas diziam que ela mantinha o relacionamento com ele por pena. No entanto, ela faz questão de afirmar que permaneceu com o namorado/noivo por amor e companheirismo. "Mesmo enfrentando tudo isso, ele conseguia me fazer sentir a mulher mais feliz do mundo", comenta. Apesar do triste fim da história de amor, a noiva faz questão de contar a sua trajetória para inspirar outras pessoas. “Não podemos desistir nunca. O João falava para ter fé até o último dia e nada de se abater ou desanimar diante de um sonho. Claro que eu queria que ele estivesse aqui e a gente estivesse comemorando a cura dele, mas acho que o casamento foi um conforto em meio à dor”, conclui Michele. Michele e João se casaram no hospital em Botucatu

(Fotos: Arquivo Pessoal/Michele Alves)

G1

Agência do Bradesco de Alto dos Rodrigues é alvo de explosão

A agência do Bradesco na cidade do Alto do Rodrigues, distante pouco mais de 180 quilômetros de Natal, foi alvo de uma explosão durante a madrugada desta sexta-feira (25). Segundo a Polícia Militar, os criminosos usaram dinamite para detonar os caixas eletrônicos. Com a explosão, que aconteceu por volta das 3h, o prédio ficou destruído e vidraças de algumas lojas vizinhas à agência foram estilhaçadas. O valor levado não foi revelado. Ainda de acordo com a polícia, não se sabe ao certo quantos eram os criminosos, mas há informações que os assaltantes estavam encapuzados e portavam armas de grosso calibre. A PM também confirmou que um carro forte havia abastecido a agência nesta quinta-feira (24). Várias cédulas, queimadas, ficaram espalhadas pelo chão. A Polícia Militar realizou diligências na tentativa de encontrar a quadrilhas, mas até o momento não há pistas dos assaltantes. A explosão no Alto do Rodrigues foi a segunda em 24 horas no Rio Grande do Norte. Na madrugada desta quinta-feira, o alvo foi a agência do Bradesco na cidade de Maxaranguape. A PM informou que o grupo tinha de oito a dez homens. Os criminosos chegaram ao local por volta das 3h e detonaram o caixa eletrônico, que também ficou com várias marcas de tiros.

São Miguel News

Três cidades já regulamentaram emplacameto das motos cinquentinha no RN

No Rio Grande do Norte, apenas três dos 14 municípios já integrados ao Sistema Nacional de Trânsito, já possuem leis regulamentando o registro e licenciamento das chamadas “cinquentinhas”: Mossoró, Natal e Parnamirim. Os ciclomotores (veículo de duas rodas com potência de até 50 cilindradas) respondem, atualmente, por apenas 0,05% dos emplacamentos dos veículos do RN, segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), índice que ainda está longe de crescimento.As regras para o uso das chamadas “cinquentinhas” são as mesmas previstas para a condução de veículos de duas rodas com potência acima de 50 cilindradas, mas o Código Brasileiro de Trânsito (CBT) remete para os municípios a responsabilidade do registro e licenciamento dos ciclomotores A coordenadora do Caop Cidadania do Ministério Público Iveluska Alves Lemos, explica que em virtude da falta de estrutura, os municípios não chamam para si essa responsabilidade, daí, que está sendo feito um trabalho junto às prefeituras e câmaras, onde o trânsito é municipalizado, para aprovação de lei autorizativa de convênios com o Detran, que é quem tem estrutura pra fazer o emplacamento de veículos. Iveluska Lemos disse que com esse trabalho “esses 14 municípios do RN vão sair na frente, porque tramita no Congresso Nacional projetos de lei delegando essa competência do emplacamento das “cinquentinhas” para o Estado”. Em Mossoró já existia uma lei desde 2009 regulamentando o uso das “cinquentinhas”. Em Parnamirim a lei municipal foi sancionada em 13 de maio deste ano pelo prefeito Maurício Marques (PDT), enquanto em Natal, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) sancionou a lei no dia 18 deste mês, dando um prazo de 90 dias para que ela entre em vigor, ou seja, em 19 de outubro de 2014. A lei natalense regulamenta o registro e licenciamento anual dos ciclomotores, como sendo veículos de duas ou três rodas providos de motor a combustão interna, cuja cilindrada não exceda a 50 centímetros cúbicos (3,05 polegadas cúbicas) e cuja velocidade máxima de fabricação não seja superior a 50 km/hora, conforme define o Anexo I do CTB. No caso de Natal, a execução do serviço obrigatório de emissão de Certificado de Registro e Licenciamento Anual dos ciclomotores ficará a cargo do órgão executivo de Trânsito Municipal – a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), embora o Poder Executivo também esteja autorizado a firmar convênio com o Detran. A lei nº 6.482/14 prevê a isenção do pagamento de taxas para quem declara, no ato do registro do ciclomotor, que tem renda familiar de dois salários mínimos ou R$ 1.448,00, sendo obrigatória para a sua expedição, a apresentação da nota fiscal de compra do veículo. Segundo a lei, os veículos de 50 cc também estão isentos do pagamento do IPVA. Aqueles adquiridos anteriormente à edição da lei, devem ser registrados e licenciados em até um ano e seis meses.

Valdir Julião/Tribuna do Norte

VÍDEO IMPRESSIONANTE: Carro perde o controle e atinge 3 pessoas na calçada em Assu-RN

quinta-feira, 24 de julho de 2014

QUE FASE:Não ta facil Alemanha vence o Brasil por 11 a 1 em Copa do Mundo de robôs na Paraíba

Se os brasileiros achavam que a goleada sofrida para a Alemanha por 7 a 1, na Copa do Mundo 2014, era o pior resultado do Brasil no futebol, é porque não sabiam o que estava por vir no mundial de futebol de robôs, que está acontecendo em João Pessoa. O time nacional foi derrotado pelos alemães por incríveis 11 a 1. O mais curioso ainda é que o gol de honra foi marcado também pelo time alemão. A equipe formada por alunos da Universidade Federal de Uberaba disputa na categoria Humanoid TeenSize. A campanha do time brasileiro ainda contou com mais três derrotas e um empate por 0 a 0 contra o time Team MU-L8, dos Estados Unidos. Ao todo, foram 20 gols sofridos e apenas um marcado. No último jogo, o time foi derrotado por 1 a 0 para o AUT-UofM, do Canadá. O grupo do Brasil era formado por dois times iranianos, um americano, um canadense e um alemão. As quatro primeiras equipes se classificam para a próxima fase. O time NimbRo Teensize, da Alemanha, terminou em primeiro lugar, seguido pelo Baset Teensize, do Irã, e Parand Teen, também do Irã. A última vaga está entre os canadenses do AUT-UofM e os americanos do Team MU-L8. A RoboCup é o maior evento de tecnologia do mundo e está acontecendo pela primeira vez na América Latina. As competições começaram na segunda-feira e nesta quinta-feira acontecem as finais de todas as categorias. Evento acontece no Centro de Convenções de João Pessoa. 

Com informações do Globo Esporte

Marido mata a esposa na frente do filho e em seguida morre em acidente

Um homem de 28 anos morreu em um acidente de moto na cidade de Soledade, na tarde desta terça-feira (22), depois de supostamente ter matado a esposa (22 anos) na Zona Rural de Olivedos. As cidades ficam a cerca de 160 km de João Pessoa, no Agreste da Paraíba. A polícia chegou até o corpo da mulher depois que o filho do casal, uma criança com idade entre três e cinco anos, deu informações ao Conselho Tutelar de Soledade. Segundo informações repassadas pelo 10º Batalhão da Polícia Militar, o homem teria buscado a mulher e o filho na casa deles em Juazeirinho, cidade que fica na mesma região, e seguido para a Zona Rural de Olivedos, onde teria matado com cinco facadas a esposa, na frente do menino. O homem teria pego a criança, a levado na moto e a liberado em uma localidade rural, nas imediações do local do crime. A criança foi encontrada por moradores de propriedades próximas e essas pessoas a levaram para o Conselho Tutelar de Soledade, onde a polícia foi acionada e deu início ao trabalho, por meio de informações concedidas pelo garoto. De acordo com o major Sérgio Fonseca, comandante do 10º BPM, depois que abandonou a criança, o homem tentou fugir na moto, mas o veículo quebrou. Ele teria abordado outro motoqueiro na PB-177, que interliga os municípios daquela região, para supostamente pedir ajuda. Ele tomou a moto do desconhecido e saiu em disparada. Ao fugir novamente, ele acabou perdendo o controle e batendo de frente com um carro, que capotou. Duas pessoas estariam no automóvel, mas a situação delas não foi informada. O suspeito de ter assassinado a mulher morreu no local e a moto que ele teria roubado pegou fogo após a colisão. A Polícia Civil investiga para saber as causas do homicídio, mas trabalha com a hipótese de crime premeditado e passional. Também será apurado se o homem perdeu o controle da moto ou teria se jogado sobre o carro. Segundo a PM, o Conselho Tutelar já entregou a criança para a família materna dela, em Juazeirinho.

10 envolve

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Morre no Recife, aos 87 anos, o escritor Ariano Suassuna

Ele sofreu um AVC na noite de segunda-feira e passou por cirurgia. Nascido na Paraíba, ele vivia no Recife desde 1942.

Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)

Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15. "O paciente teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana"

O velório do corpo do escritor começa ainda esta noite, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, que decretou luto oficial de três dias. A partir das 23h, será aberto o acesso do público ao local. O enterro está previsto para a tarde de quinta-feira (24), no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.

Internamentos
Em 2013, Ariano foi internado duas vezes. A primeira delas em 21 de agosto, quando sentiu-se mal após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias, com recomendação de repouso e nenhuma visita.

Dias depois, um aneurisma cerebral o levou de volta ao hospital. Uma arteriografia foi feita para tratamento e ele saiu da UTI para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.

Na noite de segunda-feira (21), Ariano Suassuna deu entrada no hospital e foi operado após o diagnóstico do AVC. A cirurgia foi para a colocação de dois drenos, na tentativa de controlar a pressão intracraniana. Na noite de terça, o quadro dele se agravou, devido a "queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada", conforme foi informado em boletim.


Na aula-espetáculo que ministrou no Festival de Inverno de Garanhuns, na semana passada, mais uma vez Ariano misturou causos, informações sobre elementos da cultura popular nordestina; o grupo Arraial foi o convidado para os números de música e dança (Foto: Costa Neto / Secretaria de Cultura de Pernambuco)

Ativo até o fim
Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. "No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.

Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada. Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. “Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião.

No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.

Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.

Com montagem d'O Auto da Compadecida no Rio de Janeiro, Ariano conquistou a crítica brasileira (Foto: Acervo pessoal / Ariano Suassuna)

Obra
A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.

O escritor considera que seu melhor livro é o “Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta”. A obra começou a ser produzida em 1958 e levou 12 anos para ficar pronta. Foi adaptada por Luiz Fernando Carvalho e exibida pela Rede Globo em 2007, com o nome de "A pedra do reino".

Na década de 70, Ariano começou a articular o Movimento Armorial, que defendeu a criação de uma arte erudita nordestina a partir de suas raízes populares. Ele também foi membro-fundador do Conselho Nacional de Cultura.

Após 32 anos nas salas de aula, Suassuna se aposentou do cargo de professor da Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. O período também ficou marcado pelo reconhecimento nacional do escritor – Ariano tomou posse na cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, em 1990.

*G1-PB

Homem é flagrado tentando entrar em presídio com 21 objetos diversos no ânus

Um homem de 35 anos foi flagrado na tarde do último domingo (20/07), tentando entrar no presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, com material proibido. De acordo com informações da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), o visitante André Silva de Jesus levava oito serras pequenas, cinco pregos, duas brocas, um pequeno alicate, dois aparelhos celulares e três chips, todos introduzidos no ânus. Por ser portador de marca-passo, André não foi submetido ao aparelho de raio-x. A Polícia Civil vai investigar o caso e a direção do presídio instaurou um processo interno para apurar o fato. O visitante foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos. 

Portal da Feira

Avião cai em Taiwan durante pouso de emergência; 47 morrem

Equipe de resgate faz busca por sobreviventes do voo GE 222 (Foto: Wong Yao-wen/AP)
Um avião da companhia aérea TransAsia Airways caiu em Taiwan durante um pouso de emergência nesta quarta-feira (23), matando ao menos 47 pessoas. O acidente ocorre menos de uma semana depois de o voo MH17, da Malaysia Airlines, ter sido derrubado por um míssil no leste da Ucrânia. A Taiwan News chegou a divulgar, citando o chefe do Corpo de Bombeiros local, que 51 pessoas haviam morrido, mas a informação foi corrigida a partir de declarações do ministro de Transportes do país, Yeh Kuang-shih, que afirmou que 11 pessoas sobreviveram. A aeronave caiu nas ilhas Penghu, chocando-se contra duas casas. Moradores de "quatro ou cinco" prédios atingidos na queda do avião tiveram ferimentos. O voo GE222 levava 54 passageiros e quatro tripulantes de Kaohsiung para Magong, onde foi feita uma tentativa de pouso de emergência. O avião, um ATR-72, deveria ter saído de Kaohsiung às 16h (horário local), mas decolou às 17h43 por causa do mau tempo na região, afetada pelo tufão Matmo. Teria sido pedido ao piloto que aguardasse até as 19h06 antes de dar a ele a autorização para o pouso. 

UOL